SEGUNDA FEIRA, 23 DE MAIO DE 2022

Últimas Notícias

FONTE: GLOBO.COM - RSS

Sobreviventes de tiros disparados por policial no Paraná contam como foram os momentos de terror: ?Me fingi de morta?


O Fantástico mostra imagens e depoimentos inéditos que ajudam a contar o caso do policial federal Ronaldo Massuia Silva, que abriu fogo na lanchonete de um posto em Curitiba. O Fantástico mostra imagens e depoimentos inéditos que ajudam a contar o caso do policial federal Ronaldo Massuia Silva, que abriu fogo na lanchonete de um posto em Curitiba. Depois de uma discussão com outros clientes, ele matou uma pessoa e feriu outras três - todas indefesas. Fim da noite do feriado de 1º de maio. Clientes da lanchonete de um posto de Curitiba parecem ter conseguido se livrar de um homem alterado, que está acompanhando de uma mulher. Ela tenta ir embora com ele, mas desiste. Poucos minutos depois de ter saído da loja, ele atira na porta e dá mais dois tiros. Esses três disparos não acertam ninguém. Nem todos os clientes conseguem fugir. Quem ficou, se joga no chão, procura se abrigar. Homem baleado por policial federal em posto de combustíveis em Curitiba recebe alta do hospital Justiça pede esclarecimentos ao MP sobre denúncia contra policial que atirou contra clientes em conveniência de Curitiba PF é indiciado por homicídio qualificado e mais quatro tentativas de assassinato por balear clientes em posto O músico Matheus Coelho e a namorada tentam se proteger, quando ele, atrás da gôndola, é atingido na perna pelo primeiro dos tiros que agente da polícia federal disparou contra pessoas indefesas. Pessoas que nem sequer tinham participado da confusão quando ele abordou o segurança da loja. ?Como se fosse um terrorista, à caça, e atirava nesses que estavam deitados?, conta o delegado da Polícia Civil do Paraná Wallace de Oliveira Brito. ?Deu um medo de morrer?, afirma o músico Matheus Coelho. A motorista Priscila de Almeida Dal Negro é uma das vítimas que estavam na varanda da loja de conveniência. Ronaldo deu três tiros nela. Eduardo Pribbnow da Cruz, namorado de Priscila, também levou três tiros. Priscila de Almeida e Eduardo da Cruz Fantástico ?Eu não o vi vindo, porque estávamos no chão. Depois que eu fui ver o que realmente estava acontecendo quando eu senti a minha perna (...). E aí eu fui sentindo mais dores. Foi onde eu senti a dor do peito. O tiro da barriga, eu só fui ver no hospital. Porque eu senti muito forte a minha perna e senti muito no peito, até porque atingiu o pulmão?, conta Priscila. ?Ele foi me dar um tiro na cabeça e eu botei a mão na frente. Aí a bala pegou no meu relógio, e o relógio no punho, e os estilhaço voaram no meu olho, os estilhaços do meu relógio?, conta Ronaldo ? que perdeu a visão de um olho. A advogada Milena Christie Brotto também estava na varanda da loja, com o namorado, o fotógrafo André. Tinham saído de um show. Milena não foi atingida, mas Ronaldo matou o namorado dela com três tiros. Depois dos disparos na varanda, Ronaldo sai da loja com a arma em punho. Mas volta. A advogada Milena Christie Brotto Fantástico ?Eu penso: ?Poxa, se ele vê que eu estou viva ou se eu gritar ele também atira em mim?. Então me fingi de morta?, conta a motorista Priscila. Ronaldo anda pelo posto e depois resolve se sentar numa mureta do estabelecimento. É quando a polícia chega, e ele é preso. Foram 15 disparos em cerca de um minuto. Um minuto que parecia não ter fim. Fantástico revela imagens inéditas de agente da Polícia Federal antes de ir ao posto Fotos, que fazem parte do inquérito, mostram Ronaldo em uma casa noturna de Curitiba. Em um vídeo, o policial discute com um homem na porta. Depois da confusão, o gerente da casa noturna, que conhece o policial, liga para uma amiga de Ronaldo, também frequentadora do local. Ela vai até lá. É a mulher que aparece no vídeo tentando impedir que o policial entre de novo na loja onde faria o ataque. Fantástico revela imagens inéditas de agente da Polícia Federal antes de ir ao posto Fantástico O agente da Polícia Federal Ronaldo Massuia Silva entrou na Polícia Federal em 2003. Dez anos depois, respondeu a uma sindicância com base em uma lei que trata de negligência ou não cumprimento de ordem, e ainda desrespeito a superior hierárquico. O processo administrativo disciplinar também se baseou em uma segunda lei, que impõe como dever tratar as pessoas com civilidade. O resultado foi a suspensão de 12 dias. O agente recorreu então à Justiça Federal, dizendo-se inocente e pedindo a nulidade do processo. Em 2022, o caso foi parar no Superior Tribunal de Justiça. Segundo colegas policiais federais e o advogado de Ronaldo, ele vinha bebendo muito: ?Ele está sob observação psiquiátrica no Complexo Médico Penal?, conta Alexandre Salomão, advogado de Ronaldo. Ao ser preso, o policial federal disse que preferia não falar, mas tentou se justificar: ?De alguma forma, no princípio das coisas, eu agi em legítima defesa. Só que, assim, eu estou muito emocionalmente abalado?. A Polícia Federal "instaurou processo disciplinar" sobre o caso e disse que não pode se manifestar sobre o histórico funcional e questões médicas de seus quadros. O inquérito já foi concluído. O policial foi indiciado por homicídio e sete tentativas de homicídio. Outras denúncias O Fantástico apurou que, esta semana, o Ministério Público de Santa Catarina denunciou Ronaldo pelos crimes de resistência, lesão corporal e desacato. Em fevereiro de 2021, ele foi detido por policiais militares na cidade de Imbituba porque, na época, devido à pandemia, um decreto municipal impedia aglomeração de pessoas. Segundo o boletim de ocorrência, a PM de Santa Catarina relatou que o agente estava "totalmente alterado", "visivelmente embriagado e exaltado", chamando os policiais de "soldadinho". A denúncia ainda não foi aceita pela Justiça. Sobre esses casos, o advogado de Ronaldo diz em nota que "as diligências requeridas pela defesa, que ajudariam a esclarecer os fatos, não foram até agora realizadas" e que "após os fatos ocorridos no posto de gasolina, o órgão acusador decidiu impulsionar o processo". A nota diz também que a defesa está aguardando julgamento de um recurso no STJ. Ouça os podcasts do Fantástico ISSO É FANTÁSTICO O podcast Isso É Fantástico está disponível no G1, Globoplay, Deezer, Spotify, Google Podcasts, Apple Podcasts e Amazon Music trazendo grandes reportagens, investigações e histórias fascinantes em podcast com o selo de jornalismo do Fantástico: profundidade, contexto e informação. Siga, curta ou assine o Isso É Fantástico no seu tocador de podcasts favorito. Todo domingo tem um episódio novo. PRAZER, RENATA O podcast 'Prazer, Renata' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Prazer, Renata' na sua plataforma preferida. Toda segunda-feira tem episódio novo. BICHOS NA ESCUTA O podcast 'Bichos Na Escuta' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Bichos na Escuta' na sua plataforma preferida. Toda quinta-feira tem episódio novo.

Categoria: G1
Data: Segunda Feira, 23 de Maio de 2022, 23:11:20 hr

'Levei um tiro por causa de R$ 4', diz jovem baleado por bombeiro em lanchonete no RJ


O atendente de caixa Mateus Carvalho foi baleado por um bombeiro que exigia desconto de R$ 4 em uma lanchonete. Ele fala pela primeira vez sobre o que aconteceu naquela noite. 'Levei um tiro por causa de R$ 4', diz jovem baleado por bombeiro em lanchonete no RJ Era pra ser só mais um dia de trabalho na vida do Mateus, de 21 anos. Ele andava empolgado com o primeiro emprego de carteira assinada. Mas não. ?Minha vida mudou literalmente da noite pro dia?, diz o jovem. Na madrugada do último dia 9, o salão da lanchonete estava fechado. Atendimento, só no drive-thru. Mateus estava no caixa. ?Quando chegou por volta das duas da manhã tinha um carro na frente, antes dele. Estava muito cheio de gente e nisso ele já estava bem alterado lá atrás. Buzinando muito, muito, muito?, conta Mateus. Ele é Paulo César de Souza Albuquerque, bombeiro militar do estado do Rio de Janeiro. ?Falei 'vou tratar ele bem, dar um bom-dia como eu faço com todo mundo, botar um sorriso no rosto pra amenizar a situação'. Aí ele: 'a promoção do Big Mac.' Depois que eu finalizei a compra, ele mostrou o cupom?, conta o jovem. Mateus Domingues Carvalho, de 21 anos, foi atingido na barriga e levado para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca Reprodução/ TV Globo Mas, no sistema da empresa, o desconto tem que ser registrado primeiro. A partir daí, dá para ver pelas câmeras de segurança o que aconteceu. ?Foi uma coisa muito fútil, cara. Se ele esperasse um minuto eu ia chamar o gerente, ele ia bater o cupom. Ele ia levar o que ele queria. Se eu não me engano o cupom dá uma diferença de R$ 4. Eu levei um tiro por causa de R$ 4?, diz Mateus. O jovem foi levado a um hospital público da Zona Oeste do Rio, onde passou por uma operação de emergência. A bala atingiu o rim esquerdo, que foi retirado. Atingiu também o intestino grosso e se alojou nas costas. Mateus está usando uma bolsa de colostomia e vai passar por outra cirurgia para retirar a bolsa em dois meses. Em nota, o Mcdonalds informou que tem dado apoio à família e que tentará fazer com que Mateus se sinta o mais confortável possível quando voltar ao trabalho. Paulo César foi preso preventivamente na sexta-feira (20). Sua defesa disse, em nota, que não há os requisitos para a prisão preventiva e que vai tentar revogá-la. Naquela madrugada, o bombeiro militar chegou à lanchonete dirigindo uma Mercedes, sem placa. ?A gente vai abrir uma nova investigação pra tentar entender a origem desse patrimônio, que aparentemente é incompatível com o cargo que ele exerce, ele é sargento do Corpo de Bombeiros?, diz o delegado. Crime foi no McDonald's da Taquara, no Rio de Janeiro Reprodução/TV Globo O Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro informou que Paulo César está afastado da corporação e que ainda pode ser expulso. Sobre o momento em que atirou em Mateus, Paulo César disse em depoimento que recebeu um soco dele e apertou o gatilho de forma acidental. Ele será julgado por tentativa de homicídio duplamente qualificado. ?Ainda está difícil aceitar que em poucos segundos, e por um motivo tão banal, a vida inteira tenha mudado assim. Não machucou só o meu corpo, então vai doer durante muito tempo. O estrago foi feito, isso é uma coisa que leva tempo pra curar... Entendeu? Ainda vai doer muito, muito, muito?, lamenta Mateus. Ouça os podcasts do Fantástico ISSO É FANTÁSTICO O podcast Isso É Fantástico está disponível no G1, Globoplay, Deezer, Spotify, Google Podcasts, Apple Podcasts e Amazon Music trazendo grandes reportagens, investigações e histórias fascinantes em podcast com o selo de jornalismo do Fantástico: profundidade, contexto e informação. Siga, curta ou assine o Isso É Fantástico no seu tocador de podcasts favorito. Todo domingo tem um episódio novo. PRAZER, RENATA O podcast 'Prazer, Renata' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Prazer, Renata' na sua plataforma preferida. Toda segunda-feira tem episódio novo. BICHOS NA ESCUTA O podcast 'Bichos Na Escuta' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Bichos na Escuta' na sua plataforma preferida. Toda quinta-feira tem episódio novo.

Categoria: G1
Data: Segunda Feira, 23 de Maio de 2022, 23:02:04 hr

Milton Nascimento fala sobre a despedida dos palcos: 'Vou parar de fazer show, mas não vou parar de compor nem de cantar'


Em conversa com Maju Coutinho, o cantor comenta a decisão de se despedir dos palcos e afirma que não está doente. Milton Nascimento fala sobre a despedida dos palcos: 'Não vou parar de cantar' Maju Coutinho: Ele solta a voz nas estradas desde os 13 anos, mas agora decidiu parar de cantar nos bailes da vida quando completa 60 anos de carreira e 80 de idade. O nosso grande Milton Nascimento, o querido Bituca, o mais mineiro de todos os cariocas decidiu fazer a sua última sessão de música. Que bom ter você aqui, Milton, que honra, muito obrigada. Milton Nascimento: O prazer é todo meu. Durante a conversa com Maju Coutinho, o cantor fala sobre ?Clube da Esquina", que completou 50 anos este ano e ganhou o título de melhor álbum da música brasileira numa votação que reuniu 160 jornalistas, críticos, profissionais da música. Entre outros assuntos, Milton comenta a decisão de se despedir dos palcos: ?Eu vou parar de fazer show assim, turnês, mas não vou parar de compor nem de cantar. E se acontecer alguma coisa na vida, eu volto?, diz Milton. Maju Coutinho e Milton Nascimento Fantástico Milton Nascimento: Tem uma coisa disso, que eu fico assim tremendo, mas não tem isso de doença, não. Maju Coutinho: Esse tremor não é nenhuma doença. Augusto: Inclusive o médico mandou os exames de ontem, exames atuais, e ele tá perfeito, nunca esteve tão bem. Maju Coutinho: Porque muita gente pergunta se é isso: Milton vai para porque está doente? Milton Nascimento: Não estou doente, graças a Deus. Veja a entrevista completa no vídeo acima. Ouça os podcasts do Fantástico: ISSO É FANTÁSTICO O podcast Isso É Fantástico está disponível no G1, Globoplay, Deezer, Spotify, Google Podcasts, Apple Podcasts e Amazon Music trazendo grandes reportagens, investigações e histórias fascinantes em podcast com o selo de jornalismo do Fantástico: profundidade, contexto e informação. Siga, curta ou assine o Isso É Fantástico no seu tocador de podcasts favorito. Todo domingo tem um episódio novo. PRAZER, RENATA O podcast 'Prazer, Renata' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Prazer, Renata' na sua plataforma preferida. Toda segunda-feira tem episódio novo. BICHOS NA ESCUTA O podcast 'Bichos Na Escuta' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Bichos na Escuta' na sua plataforma preferida. Toda quinta-feira tem episódio novo.

Categoria: G1
Data: Segunda Feira, 23 de Maio de 2022, 22:44:10 hr

Drauzio Varella fala sobre a hepatite misteriosa, que preocupa pais de crianças e adolescentes: ?Não há motivos para alarde?

O Brasil tem hoje 64 casos suspeitos da hepatite misteriosa em crianças. No mundo, já são 614 casos notificados - entre eles, 14 mortes. Dr. Drauzio fala sobre hepatite misteriosa que preocupa pais de crianças e adolescentes O Brasil tem hoje 64 casos suspeitos da hepatite misteriosa em crianças. No mundo, já são 614 casos notificados - entre eles, 14 mortes. Mas o que essa doença tem de diferente das outras hepatites que a gente já conhece? Drauzio Varella conversou com especialistas sobre as principais pistas reunidas até agora e orienta quais os sinais de alerta aos pais. Ministério da Saúde monta 'Sala de Situação' para monitorar casos de hepatite de causa desconhecida OMS registra 348 casos de hepatite misteriosa em 20 países Nos Estados Unidos, desde outubro de 2021, os médicos já vinham tratando casos de uma hepatite sem causa conhecida. Mas a hepatite misteriosa, como ficou conhecida, foi identificada pela primeira vez no Reino Unido em abril de 2022. Crianças, até então saudáveis, desenvolveram hepatite aguda grave - o que não é comum. ?A gente já sabe o que que elas não são: elas não são as viroses que causam hepatite habitualmente, A, B, C, D e E; não são outras viroses que eventualmente causam hepatites?, afirma o hepatologista Raymundo Paraná. A hepatite é uma inflamação do fígado. Entre as causas da hepatite clássica, tem as infecções, intoxicação por medicamentos ou drogas, e a viral. Cerca de 70% das crianças com essa hepatite de causa desconhecida apresentam testes positivos para a infecção por adenovírus. O médico brasileiro Jorge Bezerra trabalha há 36 anos nos Estados Unidos. Hoje, é diretor no departamento de hepatologia do hospital infantil de Cincinnati. ?Quando fizeram os estudos, encontrou-se o adenovírus, que é um vírus comum que pode causar a gripe ou um pouco de sintomas gastrointestinais. Mas o adenovírus só causa essa hepatite aguda severa em crianças que estão com imunodeficiência, e nesses pacientes não se encontravam nenhum problema de imunidade baixa?, conta Jorge Bezerra. Todos os casos suspeitos de hepatite misteriosa no Brasil são acompanhados em uma sala em Brasília. A maioria dos pacientes está na faixa etária de até dois anos. São Paulo é o estado que concentra o maior número de casos suspeitos. Cinco são monitorados no Instituto da Criança do Hospital das Clínicas. Como ainda não há confirmação diagnóstica, todos são mantidos sob sigilo. ?Para você que é mãe ou pai, calma. Não há motivos para alarde. A gente vem de uma pandemia muito sofrida, é natural ter medo de uma hepatite que ainda está sendo investigada. Os pais devem estar atentos aos seguintes sintomas: vômitos ou diarreia por vários dias, pele ou olhos amarelados, urina escura, fezes esbranquiçadas, sangramento nas gengivas ao escovar os dentes, irritabilidade. Nesse caso, não perca tempo, leve a criança ao médico?, orienta Drauzio Varella. Saiba mais sobre a hepatite misteriosa no vídeo acima. Ouça os podcasts do Fantástico ISSO É FANTÁSTICO O podcast Isso É Fantástico está disponível no G1, Globoplay, Deezer, Spotify, Google Podcasts, Apple Podcasts e Amazon Music trazendo grandes reportagens, investigações e histórias fascinantes em podcast com o selo de jornalismo do Fantástico: profundidade, contexto e informação. Siga, curta ou assine o Isso É Fantástico no seu tocador de podcasts favorito. Todo domingo tem um episódio novo. PRAZER, RENATA O podcast 'Prazer, Renata' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Prazer, Renata' na sua plataforma preferida. Toda segunda-feira tem episódio novo. BICHOS NA ESCUTA O podcast 'Bichos Na Escuta' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Bichos na Escuta' na sua plataforma preferida. Toda quinta-feira tem episódio novo.

Categoria: G1
Data: Segunda Feira, 23 de Maio de 2022, 22:38:12 hr

Mulher que teve Covid, passou por cesariana de emergência e fez transplante de pulmão, conta ao Fantástico sua história de luta pela vida

No Brasil, foram feitos nove transplantes de pulmão em pacientes de Covid-19 que passaram por ECMO. Apenas três sobreviveram. Ana Raiane dos Santos está entre eles. Mulher que teve Covid, passou por cesariana de emergência e fez transplante de pulmão, conta ao Fantástico sua história de luta pela vida Quase um ano internada, uma cesárea de emergência, 60 dias respirando com a ajuda de um pulmão artificial e, por fim, um transplante. O Fantástico conta agora a história de Ana Raiane dos Santos, uma sobrevivente da Covid-19. Potiguar que fez transplante de pulmão e ECMO por complicações da Covid tem alta definitiva de hospital em SP: 'Presenciamos um milagre', diz médico A potiguar de 32 anos contraiu Covid-19 quando estava no finalzinho da gravidez da filha Isabela, em maio de 2021. Ela achou que era uma gripe. O quadro se agravou e ela começou a ter dificuldade para respirar. O filho de 13 anos percebeu, avisou a avó e, no dia 20 de maio, Ana Raiane precisou deixar sua casa já em uma ambulância. Segundo a médica Suzelle Freitas de Moura Oliveira, Ana Raiane estava com insuficiência respiratória, oxigenação ruim e a criança entrou em sofrimento. Assim, precisou ser feita uma cesariana. ?O quadro foi piorando até chegar o momento da intubação. O equipamento estava no seu máximo e a paciente não melhorava. Muita gente olhou para mim e disse: ela vai morrer?, conta a médica. Nesse momento, os médicos chegaram à conclusão de que a única opção seria a ECMO (Oxigenação por Membrana Extracorpórea). No processo, o sangue é retirado de uma veia do paciente, com a ajuda de uma bomba, e é levado até uma membrana, que funciona como um pulmão artificial, retirando gás carbônico e fornecendo oxigênio. Enquanto isso, o pulmão real se recupera. Mas não havia o aparelho na rede SUS em Natal. A doutora Suzelle decidiu batalhar pelo recurso na Justiça - e conseguiu. Ana Raiane foi transferida para um hospital privado, onde trabalha o doutor Renato Max Faria. Após mais de dois meses na ECMO, o pulmão não reagiu. ?A gente tentou não uma vez, duas vezes, três vezes tirar a ECMO. A gente tentou mais de dez vezes nesses 62 dias?, relembra ele. Em conversa com um médico de São Paulo, especialista em ECMO do hospital Albert Einstein, eles decidiram que a solução poderia ser um transplante de pulmão. O hospital de São Paulo tem um projeto de auxílio ao SUS para procedimentos de alta complexidade. Mortes e casos de coronavírus no Brasil e nos estados Mortes e casos por cidade Veja como está a vacinação no seu estado Foi preciso mais uma ação judicial para conseguir uma UTI aérea para o transporte de Natal para São Paulo. Depois de 106 dias de internação. Ana Raiane foi acordada de madrugada. Seu pulmão havia chegado. O transplante foi em agosto. Mas a alta ainda estava longe. Além dos músculos, Ana teve que exercitar a paciência, até dezembro. ?Quando eles disseram que eu vinha passar o Natal em casa, eu não sei de onde eu tirei lágrima pra chorar, pra agradecer?, relembra. No Brasil, foram feitos nove transplantes de pulmão em pacientes de Covid-19 que passaram por ECMO. Apenas três sobreviveram. Ana Raiane está entre eles. Uma jornada de quase um ano, que contou com a ciência e com médicos dedicados. Veja a reportagem completa no vídeo acima. Ouça os podcasts do Fantástico ISSO É FANTÁSTICO O podcast Isso É Fantástico está disponível no G1, Globoplay, Deezer, Spotify, Google Podcasts, Apple Podcasts e Amazon Music trazendo grandes reportagens, investigações e histórias fascinantes em podcast com o selo de jornalismo do Fantástico: profundidade, contexto e informação. Siga, curta ou assine o Isso É Fantástico no seu tocador de podcasts favorito. Todo domingo tem um episódio novo. PRAZER, RENATA O podcast 'Prazer, Renata' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Prazer, Renata' na sua plataforma preferida. Toda segunda-feira tem episódio novo. BICHOS NA ESCUTA O podcast 'Bichos Na Escuta' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Bichos na Escuta' na sua plataforma preferida. Toda quinta-feira tem episódio novo.

Categoria: G1
Data: Segunda Feira, 23 de Maio de 2022, 22:27:22 hr

Paulo Vieira encontra profissional com combinação inusitada de talentos: personal trainer e coveiro

No quarto episódio de 'Avisa Lá Que Eu Vou', Paulo Vieira vai até Taperoá, na Paraíba, e faz novas amizades. Paulo Vieira encontra profissional com combinação inusitada de talentos: personal trainer e coveiro No quarto episódio de ?Avisa Lá Que Eu Vou?, Paulo Vieira vai até Taperoá, na Paraíba e encontra um profissional com uma combinação inusitada de talentos: personal trainer e coveiro. Veja no vídeo acima. Veja o primeiro episódio Veja o segundo episódio Veja o terceiro episódio Paulo Vieira arranca risadas por todo o lugar por onde passa. Isso não é novidade. Mas ele resolveu ir a locais inimagináveis para expandir os limites do seu potencial humorístico. Ele conta que a ideia, inclusive, surgiu de uma "bronca" do seu pai - que já é personagem íntimo de quem o segue nas redes sociais. O programa Avisa Lá Que Eu Vou vai ao ar no GNT nas terças, mas, todo domingo, em forma de quadro, o público ganha um "spoiler" do novo episódio no Fantástico. Ouça os podcasts do Fantástico: ISSO É FANTÁSTICO O podcast Isso É Fantástico está disponível no G1, Globoplay, Deezer, Spotify, Google Podcasts, Apple Podcasts e Amazon Music trazendo grandes reportagens, investigações e histórias fascinantes em podcast com o selo de jornalismo do Fantástico: profundidade, contexto e informação. Siga, curta ou assine o Isso É Fantástico no seu tocador de podcasts favorito. Todo domingo tem um episódio novo. PRAZER, RENATA O podcast 'Prazer, Renata' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Prazer, Renata' na sua plataforma preferida. Toda segunda-feira tem episódio novo. BICHOS NA ESCUTA O podcast 'Bichos Na Escuta' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Bichos na Escuta' na sua plataforma preferida. Toda quinta-feira tem episódio novo.

Categoria: G1
Data: Segunda Feira, 23 de Maio de 2022, 22:23:54 hr

'Muitos fãs que gostariam de apagar essa velinha do bolo comigo, vão poder participar', diz Ivete sobre show de 50 anos


A cantora, que faz aniversário na próxima sexta (27), recebeu o Fantástico para um bate-papo. E tem spoiler do show: "meu filho Marcelo vai tocar comigo", conta Ivete. Em entrevista exclusiva para o Fantástico, Ivete Sangalo fala sobre os preparativos para o show em homenagem aos seus 50 anos Ivete Sangalo - uma das maiores cantoras do Brasil - está prestes a completar 50 anos. E vai ter festão na próxima sexta-feira, dia 27 de maio. Um show que vai ser transmitido ao vivo, pela Globo, direto de Juazeiro, sua cidade natal, estrelada, as margens do lugar em que ela tomava banho de rio. Ivete já está preparando o lencinho! ?O Brasil inteiro vai assistir, muitos fãs meus que gostariam de apagar essa velinha do bolo comigo, vão poder participar?, diz a cantora. Ivete fala sobre show em sua cidade natal para comemorar os 50 anos Fantástico O Fantástico tentou arrancar alguma novidade desse show histórico, mas Ivete fez mistério, só deu um aperitivo. ?O meu filho Marcelo vai tocar comigo. Tem músicas novas, músicas da vida, músicas que não podem faltar?, conta Ivete. Ivete 50 anos: você sabe tudo sobre a carreira da cantora? Faça o quiz do Fantástico Ivete no Fantástico: relembre passagens da cantora pelo programa Afinal, são 30 anos de uma carreira muito bem-sucedida. E em tudo que ela se propõe a fazer. Na música, na tela da TV, seja como atriz ou apresentadora. Fantástico: E como é que está sendo chegar aos 50? Ivete Sangalo: Ah, está sendo maravilhoso. Porque isso é a consagração da vida. Eu estou viva. Eu só posso completar 50 anos porque eu estou vivendo. E é toda essa vida que corre nas veias, que ela vai dividir com todo o Brasil, no show de sexta-feira. Veja a entrevista na íntegra no vídeo acima. Ouça os podcasts do Fantástico ISSO É FANTÁSTICO O podcast Isso É Fantástico está disponível no G1, Globoplay, Deezer, Spotify, Google Podcasts, Apple Podcasts e Amazon Music trazendo grandes reportagens, investigações e histórias fascinantes em podcast com o selo de jornalismo do Fantástico: profundidade, contexto e informação. Siga, curta ou assine o Isso É Fantástico no seu tocador de podcasts favorito. Todo domingo tem um episódio novo. PRAZER, RENATA O podcast 'Prazer, Renata' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Prazer, Renata' na sua plataforma preferida. Toda segunda-feira tem episódio novo. BICHOS NA ESCUTA O podcast 'Bichos Na Escuta' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Bichos na Escuta' na sua plataforma preferida. Toda quinta-feira tem episódio novo.

Categoria: G1
Data: Segunda Feira, 23 de Maio de 2022, 22:19:41 hr

Argentina registra 1º caso suspeito de varíola dos macacos no país

O paciente apresentou pequenas feridas em distintas partes do corpo e febre, além disso, ele acabou de retornar de uma viagem à Espanha, país que identificou um pequeno surto desta infecção. Varíola dos macacos: médico fala sobre a doença O Ministério da Saúde da Argentina investiga seu primeiro caso suspeito de varíola dos macacos no país, segundo um comunicado divulgado pelo governo neste domingo (22). Em nota, a pasta disse que um morador da província de Buenos Aires entrou em contato com o serviço de saúde com sintomas "compatíveis com o da varíola dos macacos". O paciente apresentou pequenas feridas em distintas partes do corpo e febre, além disso, ele acabou de retornar de uma viagem à Espanha, país que identificou um pequeno surto desta infecção. Ainda de acordo com o comunicado da saúde, o infectado se encontra em um bom estado, está em isolamento e recebendo tratamento para os sintomas. Mais casos devem aparecer A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse que espera identificar mais casos de varíola dos macacos à medida que países onde a doença normalmente não é encontrada aumentem a vigilância. Até sábado (21), 94 casos haviam sido confirmados e 28 casos suspeitos de varíola foram relatados em 15 países que não são endêmicos para o vírus, disse a agência de Saúde da ONU. "As informações disponíveis sugerem que a transmissão de humano para humano está ocorrendo entre pessoas em contato físico próximo com casos sintomáticos", acrescentou a OMS. LEIA TAMBÉM: Reino Unido confirma transmissão local da varíola do macaco Sauna é interditada em Madri por suspeita de varíola dos macacos Varíola dos macacos: hora de se preocupar ou de ignorar? O que é a varíola dos macacos? A varíola dos macacos é uma doença infecciosa que geralmente é leve e endêmica em partes da África Ocidental e Central. Ela é espalhada por contato próximo, e pode ser contida com relativa facilidade por meio de medidas como isolamento e higiene. Os sintomas são: dores de cabeça dores no corpo nódulos linfáticos inchados cansaço erupções cutâneas nas mãos e pés.

Categoria: G1
Data: Segunda Feira, 23 de Maio de 2022, 22:02:33 hr

Maria Bruaca de 'Pantanal' ganha torcida dos brasileiros e traz discussão sobre empoderamento feminino

O Brasil inteiro está torcendo pela reviravolta da Maria, personagem da atriz Isabel Teixeira, em Pantanal. Desde o dia 1º de maio, a hashtag "Maria Bruaca" foi citada mais de 65 mil vezes em uma rede social. Maria Bruaca ganha a torcida dos brasileiros e traz discussão sobre empoderamento feminino Na novela Pantanal, Maria é casada com Tenório, personagem de Murilo Benício. O marido despreza e desrespeita a mulher, mas nesta semana, depois de descobrir que estava sendo traída, ela deu o troco e tascou um beijo no peão Alcides. Veja a reportagem completa no vídeo acima. ? Podcast 'Isso é Fantástico': O despertar de Maria Bruaca em Pantanal. Ouça agora! ?Ela mostrou pra nós mulheres que nós temos o nosso valor. Ou você acorda, ou vai continuar a viver desse jeito. E ela acordou?, diz a dona de casa Carolina Gomes do Santos Lima. Está na boca do povo e na internet também. Desde o dia 1º de maio, a hashtag "Maria Bruaca" foi citada mais de 65 mil vezes numa rede social. ?Eu me lembro, eu assisti quando eu tinha 15 anos. Eu me lembro muito dela, mas eu acho que hoje tem alguma coisa acontecendo, não é? O que ela está falando tanto para as pessoas hoje em dia, depois de 30 anos da época em que ela foi criada, é para pensar nisso, não é? Mas eu não esperava não. Eu estou adorando?, conta a atriz Isabel Teixeira. Isabel Teixeira é uma veterana dos palcos de teatro. Agora, vivendo a emoção da televisão, ela também celebra o reencontro com a família. Renato Teixeira, um dos principais nomes da música popular brasileira é o pai da atriz. O irmão dela, Chico Teixeira, também faz parte da trama. Pai e filho interpretaram o peão Quin - na primeira e na segunda fase de Pantanal. Ouça os podcasts do Fantástico: ISSO É FANTÁSTICO O podcast Isso É Fantástico está disponível no G1, Globoplay, Deezer, Spotify, Google Podcasts, Apple Podcasts e Amazon Music trazendo grandes reportagens, investigações e histórias fascinantes em podcast com o selo de jornalismo do Fantástico: profundidade, contexto e informação. Siga, curta ou assine o Isso É Fantástico no seu tocador de podcasts favorito. Todo domingo tem um episódio novo. PRAZER, RENATA O podcast 'Prazer, Renata' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Prazer, Renata' na sua plataforma preferida. Toda segunda-feira tem episódio novo. BICHOS NA ESCUTA O podcast 'Bichos Na Escuta' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Bichos na Escuta' na sua plataforma preferida. Toda quinta-feira tem episódio novo.

Categoria: G1
Data: Segunda Feira, 23 de Maio de 2022, 22:01:17 hr

Ifro abre 100 vagas para curso de eletricista de sistemas de energias renováveis


Vagas são voltadas para o campus de Vilhena, no interior do estado de Rondônia. Inscrições podem ser feitas até 29 de maio. Curso tem objetivo de preparar profissionais para energia sustentável Divulgação O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (Ifro) abriu 100 vagas para o curso de eletricista de Sistemas de Energias Renováveis. As oportunidades são para o campus da cidade de Vilhena (RO), no Cone Sul. Para fazer o curso, segundo edital, o candidato interessado precisa ter mais de 18 anos e ter concluído o ensino fundamental. Serão formadas quatro turmas para o curso de eletricista de sistemas de energia renovável, sendo 25 alunos em cada sala. O objetivo é preparar os profissionais para atuarem na instalação de sistemas fotovoltaicos. As inscrições podem ser feitas no site do Ifro até o dia 29 de maio (acesse aqui). As aulas já devem iniciar no próximo mês de junho.

Categoria: G1
Data: Segunda Feira, 23 de Maio de 2022, 22:00:22 hr

Yakecan: especialistas explicam dimensão do fenômeno que pode se tornar mais frequente no Brasil


Eventos como esses podem se tornar mais frequentes e devastadores nas próximas décadas. Saiba mais na reportagem de Álvaro Pereira Júnior. Espuma no mar e ventos fortes: os estragos do ciclone Yakecan A região de Punta del Leste, no Uruguai, onde vive o Juan Pablo, foi um dos primeiros pontos da América do Sul atingidos pelo ciclone Yakecan, na manhã da terça-feira (17). Ao longo do dia, o Yakecan foi subindo. E, na noite da mesma terça, já fazia estragos em Santa Catarina. Virou um caminhão como se não pesasse nada. O Lucas, em Santa Catarina, e o Juan Pablo, no Uruguai, enfrentaram ao vivo um fenômeno que os cientistas conhecem bem. ?O Yakecan foi a sequência de um ciclone extratropical bastante intenso. Que se formou ali na costa da Argentina, sul do Brasil e Uruguai?, explica Ricardo de Camargo, professor do departamento de Ciências Atmosféricas da USP. Tempestade Yakecan Epagri/Ciram/Divulgação Nessa época do ano acontecem mesmo ciclones na costa sul da América do Sul. Mas esse de agora, o Yakecan, foi diferente. Porque ele começou, como o professor Ricardo explica, como um ciclone extratropical, que surge em condições muito específicas da atmosfera, e não depende de interagir com o oceano. Ficou meio ?parado? em cima do mar, e foi absorvendo energia da água, que nessa época ainda está quente. Assim, acabou surgindo, embutido no ciclone extratropical, um outro ciclone: um subtropical. Esse, sim, interage com o oceano. E foi esse sistema misto - extratropical e subtropical - que fez todo o estrago que a gente viu. Massa de ar polar? Ciclone extratropical? Subtropical? Entenda o que são esses fenômenos Ciclone ou tempestade? O que é o Yakecan? E veio também um frio intenso: no Sul, onde vive a professora Eliana, no Sudeste e até no Centro-Oeste. Como a gente já sabe, foram dois ciclones: um embutido no outro. ?Então esse frio todo que a gente sentiu essa semana foi em decorrência do primeiro ciclone extratropical?, explica o professor Ricardo. Um fenômeno que tinha destruição, ou deveria ter até no nome: Yakecan, uma palavra que na língua Tupi, supostamente, significaria "som do céu". Pelo menos é o que diz a lista oficial da Marinha, que é quem nomeia os ciclones que chegam ao Brasil. E sempre com nomes de inspiração indígena. Independentemente dos nomes que recebam, os ciclones vão continuar atingindo o Brasil. E, num contexto de mudanças climáticas, o que se teme é que tragam "novidades". Fantástico: É possível que eles adquiram uma frequência de ocorrência maior nas décadas futuras? Ricardo de Camargo: É uma projeção que se faz. Entenda como eventos como esses podem se tornar mais frequentes e devastadores no nosso país vendo a reportagem de Álvaro Pereira Júnior, no vídeo acima. Ouça os podcasts do Fantástico ISSO É FANTÁSTICO O podcast Isso É Fantástico está disponível no G1, Globoplay, Deezer, Spotify, Google Podcasts, Apple Podcasts e Amazon Music trazendo grandes reportagens, investigações e histórias fascinantes em podcast com o selo de jornalismo do Fantástico: profundidade, contexto e informação. Siga, curta ou assine o Isso É Fantástico no seu tocador de podcasts favorito. Todo domingo tem um episódio novo. PRAZER, RENATA O podcast 'Prazer, Renata' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Prazer, Renata' na sua plataforma preferida. Toda segunda-feira tem episódio novo. BICHOS NA ESCUTA O podcast 'Bichos Na Escuta' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Bichos na Escuta' na sua plataforma preferida. Toda quinta-feira tem episódio novo.

Categoria: G1
Data: Segunda Feira, 23 de Maio de 2022, 21:56:39 hr

Pousada abre as portas para acolher pessoas em situação de rua no litoral de SP: ?venha passar a noite no quentinho?


Iniciativa partiu do proprietário do local, mas passou a receber ajuda da prefeitura, que doa cobertores e colchonetes para os abrigados. Pousada abre as portas para acolher pessoas em situação de rua, em São Vicente, no litoral de SP. Arquivo Pessoal/ Reprodução Instagram Uma pousada de São Vicente, no litoral de São Paulo, passou a abrigar moradores em situação de rua em um salão de seu prédio após a chegada da frente fria que fez as temperaturas despencarem na Baixada Santista. Na última sexta-feira (20), a pousada chegou a acolher 20 pessoas. Na fachada do hotel, localizado na praia do Gonzaguinha, uma faixa foi colocada convidando os moradores em situação de rua a ?passar a noite quentinha com direito a janta e banho?. A iniciativa começou na última quinta-feira (19), e conta com o apoio da prefeitura, que fornece cobertores e colchonetes aos abrigados. Pousada abre as portas para acolher pessoas em situação de rua no litoral de SP Reprodução/ Instagram Ao g1, o proprietário da Pousada Praia de São Vicente, que prefere não se identificar, conta que teve a ideia após assistir uma reportagem transmitida pela Rede Globo junto à esposa na noite de quarta-feira (18). ?A reportagem mostrava os moradores [em situação] de rua tendo que ficar dentro de barracas para se protegerem do frio, então eu questionei o porquê de não terem aberto a estação de metrô para eles se abrigarem. Então, parei e pensei: 'Por que eu não abro a minha pousada para eles também?'?, lembra. Na manhã de quinta-feira, ele ligou para a gráfica e encomendou a citada faixa. O trabalho que, geralmente, demoraria 24 horas ficou pronto no mesmo dia com o incentivo da correria para ajudar as pessoas. Horas depois, o anúncio foi colocado na fachada da pousada. Na última sexta-feira (20), a pousada chegou a acolher 20 moradores. Reprodução/ Google Maps O proprietário retornou ao estabelecimento e explicou a situação aos seis funcionários. ?Em um primeiro momento, eles ficaram chocados com essa iniciativa, mas, logo em seguida, quando viram as ações que queríamos fazer, se mobilizaram e compraram a ideia?. Em seguida, o dono do hotel pediu que a gerente da pousada fosse até a prefeitura para buscar auxílio. ?Precisávamos de mais cobertores, já que os que estavam no local eram poucos, não tínhamos tantos assim. Com os colchões a gente se vira com o que temos no estoque?. A prefeitura então solicitou que deixassem o telefone e o endereço da pousada para que o responsável pelo centro de acolhimento às pessoas em situação de rua pudesse entrar em contato. ?Por volta das 16h, ele foi até a pousada, conversou com a gente e disse que os colchonetes e cobertores seriam doados para nós. Ele chegou a dizer que 12 pessoas ficaram do lado de fora do abrigo porque não tinha lugar para ficar?. O proprietário da pousada ainda afirma que os abrigados podem levar os cobertores oferecidos. Arquivo Pessoal Segundo ele, o acordo firmado com a prefeitura inclui que, caso o abrigo municipal fique lotado, os moradores serão encaminhados à pousada. ?Os colchões e os cobertores chegaram por volta das 19h e as pessoas em situação de rua a partir das 22h. Umas 14 pessoas foram encaminhadas pela prefeitura e outros três chegaram voluntariamente no local?. Segundo a prefeitura de São Vicente, foram disponibilizados 30 colchonetes, cobertores, roupas e kits de higiene. As pessoas em situação de rua devem se cadastrar no Centro Pop para pernoitar no local. Os acolhidos precisam estar cadastrados no Centro Pop para pernoitar no local, segundo a Prefeitura. Divulgação/ PMSV Ao chegar na pousada, que fica na Avenida Embaixador de Toledo, 222, os acolhidos tomam banho, comem e vão direto para o salão disponível para que possam dormir. Eles ficam alojados em um local que não está sendo utilizado, ao lado do refeitório de café da manhã. A pousada segue recebendo hóspedes, que mesmo com a onda de frio que já havia diminuido as expectativas para o ramo hoteleiro, teve um aumento durante a semana. ?Minha esposa até falou que o rendimento poderia cair, mas está acontecendo justamente o contrário. Muitos turistas querem se hospedar aqui. Essa semana já vieram 12, e para a próxima são 18 suítes reservadas?. Apesar da boa recepção com o público, o dono da pousada afirma que uma pessoa chegou a ligar perguntando ?como a pousada estava separando as pessoas em situação de rua dos hóspedes?. Cuidados Segundo o proprietário, o dinheiro gasto com as refeições e com a higiene pessoal dos moradores em situação de rua está sendo totalmente feito por parte da pousada. ?Comprei 30 pães para o primeiro dia, oferecemos sopa, canjas e caldos. Até falamos com um médico para saber que tipo de comida servir a eles?. Ele ainda afirma que os abrigados podem levar os cobertores oferecidos, mas os que permanecem na pousada são lavados para serem reutilizados. Doações Após tentar pedir ajuda de um colega, dono de uma padaria, e ter o pedido negado, ele afirma que não pediu ajuda para mais ninguém. Porém, somente com a faixa que convida os moradores em situação de rua a se abrigar no local, a pousada já tem recebido doações. ?Se alguém se interessar em ajudar, será bem-vindo?. A pousada chegou a colocar uma nova faixa na entrada para que a população doe roupas aos acolhidos. ?Não adianta eles tomarem banho e colocarem a mesma roupa que estavam. Os que chegam da prefeitura já têm uma muda de roupa, mas os que vêm voluntariamente precisam dessa ajuda?. A pousada chegou a até mesmo colocar uma nova faixa na entrada do local, para que a população doe roupas aos acolhidos. Reprodução/ Instagram VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias

Categoria: G1
Data: Segunda Feira, 23 de Maio de 2022, 21:55:19 hr

A cidade francesa que quer usar organismos vivos para se iluminar


De peixes de águas profundas a vagalumes, dezenas de organismos usam a bioluminescência para serem vistos na natureza ? será que podemos aproveitar este fenômeno para iluminar nossas cidades? Tubos de luz da Glowee na cidade francesa de Rambouillet Getty Images via BBC Brasil Em uma sala do centro de vacinação contra covid-19 em Rambouillet, uma pequena cidade francesa a cerca de 50 quilômetros a sudoeste de Paris, uma luz azul suave emanava de uma fileira de tubos cilíndricos. Quem tomou a vacina no ano passado foi convidado a se banhar no seu brilho por alguns minutos enquanto permanecia em observação após ser imunizado. Compartilhe essa notícia no WhatsApp Compartilhe essa notícia no Telegram Em breve, o mesmo brilho azul iluminará a arborizada praça André Thomé et Jacqueline Thomé-Patenôtre, localizada nas redondezas, à noite. Estes experimentos etéreos também estão em andamento em outras partes da França, inclusive no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris. Mas, diferentemente dos postes de iluminação padrão, que geralmente emitem um brilho intenso e precisam estar conectados à rede elétrica, estas luzes são alimentadas por organismos vivos por meio de um processo conhecido como bioluminescência. Este fenômeno ? em que reações químicas dentro do corpo de um organismo produzem luz ? pode ser observado em muitos lugares na natureza. Organismos tão diversos quanto vagalumes, fungos e peixes têm a capacidade de brilhar por meio da bioluminescência. LEIA TAMBÉM: Canadá tem 'parada de corgis' para celebrar jubileu da rainha Elizabeth II VÍDEO: Vulcão Etna, na Itália, 'cospe' lava incandescente no céu noturno Esta habilidade está presente em 76% das criaturas do fundo do mar ? e evoluiu de forma independente dezenas de vezes, incluindo pelo menos 27 ocasiões apenas em peixes marinhos. As aplicações da bioluminescência no mundo natural são igualmente amplas. Os vagalumes se iluminam para atrair parceiros, enquanto algumas espécies de algas brilham quando a água ao redor se agita. O tamboril de águas profundas permite que as bactérias bioluminescentes se instalem em um lóbulo acima de sua cabeça como uma isca tentadora para a presa. A maioria das espécies oceânicas bioluminescentes emite uma luz azul-esverdeada que, devido aos comprimentos de onda mais curtos das cores, pode viajar mais longe no oceano. Alguns vagalumes e certos caracóis brilham em amarelo, e a chamada "larva-trenzinho", uma larva de besouro nativa das Américas, é conhecida por ficar vermelha e amarela-esverdeada em um padrão pontilhado que se assemelha a um trem à noite. Descobriu-se, inclusive, que o pelo de lebres-saltadoras ? roedores noturnos encontrados no sul da África ? produzem um brilho biofluorescente rosa forte. O brilho azul turquesa que banha a sala de espera em Rambouillet, no entanto, vem de uma bactéria marinha coletada na costa da França chamada Aliivibrio fischeri. As bactérias são armazenadas dentro de tubos cheios de água salgada, permitindo que circulem em uma espécie de aquário luminoso. Como a luz é gerada por processos bioquímicos que fazem parte do metabolismo normal do organismo, seu funcionamento não requer quase nenhuma energia Brett Chatwin via BBC Brasil Como a luz é gerada por meio de processos bioquímicos internos que fazem parte do metabolismo normal do organismo, seu funcionamento não requer quase nenhuma energia além da necessária para produzir os alimentos que as bactérias consomem. Uma mistura de nutrientes básicos é adicionada ? e bombeia-se ar na água para fornecer oxigênio. Para "apagar as luzes", o bombeamento de ar é simplesmente cortado, interrompendo o processo ao colocar a bactéria em um estado anaeróbico, em que não produz bioluminescência. "Nosso objetivo é mudar a forma como as cidades usam a luz", diz Sandra Rey, fundadora da startup francesa Glowee, que está por trás do projeto em Rambouillet. "Queremos criar um ambiente que respeite mais os cidadãos, o meio ambiente e a biodiversidade ? e impor esta nova filosofia de luz como uma alternativa real". Os defensores do projeto argumentam que a bioluminescência produzida por bactérias pode ser uma forma eficiente e sustentável de energia para iluminar nossas vidas. A forma como produzimos luz atualmente, argumenta Rey, mudou pouco desde que a primeira lâmpada foi desenvolvida em 1879. Embora a lâmpada LED, que surgiu na década de 1960, tenha reduzido significativamente os custos de funcionamento da iluminação, ainda depende de eletricidade, que é em grande parte produzida pela queima de combustíveis fósseis. Fundada em 2014, a Glowee está desenvolvendo uma matéria-prima líquida ? em teoria, infinitamente renovável ? feita de micro-organismos bioluminescentes. Ela é cultivada em aquários de água salgada antes de ser acondicionada nos tubos de aquário. O misterioso símbolo que atrai a humanidade desde os tempos dos homens das cavernas Cientistas descobrem antiga floresta dentro de buraco gigante na China O processo de fabricação, afirma Rey, consome menos água do que a fabricação de luzes LED e libera menos CO2, enquanto o líquido também é biodegradável. As luzes também usam menos eletricidade para funcionar do que o LED, de acordo com a empresa, embora as lâmpadas da Glowee produzam menos lúmens (fluxo luminoso) do que a maioria das lâmpadas LED modernas. As luzes da Glowee Glowee via BBC Brasil Embora a iluminação da Glowee esteja disponível atualmente apenas em tubos padrão para eventos, a empresa planeja produzir em breve vários tipos de mobiliário urbano, como bancos para áreas externas com iluminação embutida. Em 2019, a prefeitura de Rambouillet fechou uma parceria com a Glowee e investiu 100 mil euros (cerca de R$ 522 mil) para transformar a cidade em "um laboratório de bioluminescência em grande escala". Guillaume Douet, chefe de espaços públicos de Rambouillet, acredita que se o experimento for bem-sucedido, poderá levar a uma transformação em todo o país. "Trata-se de uma cidade do amanhã", diz Douet. "Se o protótipo realmente funcionar, podemos implementá-lo em larga escala e substituir os sistemas de iluminação atuais." Mas a iluminação bioluminescente não é nova. Por volta de 350 a.C., o filósofo grego Aristóteles descreveu a bioluminescência em vagalumes como um tipo de luz "fria". Mineradores de carvão usavam vagalumes dentro de frascos como iluminação em minas, onde qualquer tipo de chama ? até mesmo uma vela ou lampião ? poderia desencadear uma explosão mortal. Enquanto isso, fungos brilhantes são usados ??há anos por tribos na Índia para iluminar florestas fechadas. No entanto, a Glowee é a primeira empresa do mundo a atingir este nível de experimentação. A empresa diz que está negociando com 40 cidades na França, Bélgica, Suíça e Portugal. A ERDF, uma empresa majoritariamente estatal que administra a rede elétrica da França, está entre os apoiadores da Glowee. A Comissão Europeia forneceu 1,7 milhão de euros de financiamento, e o Instituto Nacional de Saúde e Pesquisa Médica da França (Inserm) prestou assistência técnica. No entanto, Carl Johnson, professor de ciências biológicas da Universidade Vanderbilt, nos EUA, acredita que ainda há sérios desafios pela frente até que a bioluminescência consiga obter sinal verde para implementação em larga escala. "Primeiro, você precisa alimentar as bactérias e diluí-las à medida que crescem. Isso não é tão fácil", diz ele. "Além disso, o fenômeno dependerá muito da temperatura, e duvido que funcione no inverno. Em terceiro lugar, a bioluminescência é muito fraca em comparação com a iluminação elétrica. Mas talvez eles tenham melhorado a intensidade da luminescência." Rey, da Glowee, reconhece os desafios que tem pela frente, mas insiste que os benefícios, tanto ecológicos quanto econômicos, podem ver as cidades futuras banhadas em luz azul bacteriana. Atualmente, a equipe sediada em Evry, na França, está trabalhando para aumentar a intensidade da luz produzida pelas bactérias ? que, por enquanto, dura apenas dias ou semanas até demandar mais nutrientes e ainda não é tão forte quanto as luzes LED ? submetendo-a a diferentes temperaturas e pressões. Até agora, a Glowee diz que suas bactérias podem produzir uma luminosidade de 15 lúmens por metro quadrado ? aquém, mas não muito distante, do mínimo de 25 por metro quadrado que acredita-se ser necessário para a iluminação pública em parques e jardins. Para efeito de comparação, uma lâmpada LED doméstica de 220 lúmens pode produzir cerca de 111 lúmens por metro quadrado de piso. "Estamos avançando aos poucos", diz ela. "Mas já demos grandes passos, e nossa filosofia da luz é uma resposta à crise que a humanidade está enfrentando". Catrin Williams, professora da Escola de Biociências da Universidade de Cardiff, no País de Gales, que estudou bioluminescência em bactérias, concorda que é "difícil" manter culturas bacterianas vivas a longo prazo devido à necessidade de fornecimento de nutrientes. Mas Williams acredita que este desafio poderia ser superado concentrando-se na "quimioluminescência" ? um processo que Glowee também está investigando ?, que elimina a necessidade de bactérias vivas. Em vez disso, a enzima responsável pela bioluminescência, a luciferase, pode, em teoria, ser extraída das bactérias e usada para produzir luz por conta própria. "Acho que a abordagem da Glowee é extremamente nova e inovadora e pode ser fantástica", diz ela. Outras iniciativas em todo o mundo estão proporcionando mais lampejos de esperança. O Nyoka Design Labs, com sede em Vancouver, está desenvolvendo uma alternativa biodegradável aos tubos luminosos usando enzimas não-vivas e livres de células, que os criadores dizem ser muito mais fáceis de manter do que bactérias vivas. "Em vez de usar o carro inteiro, tiramos apenas os faróis", diz Paige Whitehead, fundadora e executiva-chefe. "A enzimologia avançou ao ponto em que não precisamos mais depender dos sistemas baseados em células." Os vagalumes são estudados desde a antiguidade Getty Images via BBC Brasil Uma vez usados, os tubos luminosos não podem ser reciclados devido à mistura de produtos químicos que contêm. Eles são utilizados ??de diversas formas ? desde para uso policial e militar até recreativo em festivais de música. Alguns pesquisadores levantaram preocupações sobre o efeito dos produtos químicos que contêm na vida marinha, já que também são frequentemente usados ??como iscas na pesca com espinhel. "Muito desse desperdício é desnecessário", diz Whitehead. "A visão que buscamos é substituir quaisquer sistemas alternativos de iluminação para torná-los mais sustentáveis." Em um grande avanço neste aspecto, um estudo publicado em abril de 2020 revelou que uma equipe de bioengenheiros russos, trabalhando com uma startup de biotecnologia com sede em Moscou, criou um método para manter a bioluminescência em plantas. Eles afirmam que foram capazes de fazer as plantas brilharem 10 vezes mais e por mais tempo do que os esforços anteriores ? produzindo mais de 10 bilhões de fótons por minuto ? por bioengenharia de genes bioluminescentes de fungos nas plantas. A nova pesquisa se baseou em descobertas que identificaram uma versão fúngica da luciferina, um dos únicos compostos necessários para a bioluminescência, junto às enzimas luciferase ou fotoproteína. Keith Wood, um cientista que há 30 anos criou a primeira planta luminescente usando um gene de vagalumes, diz que a tecnologia poderia substituir em parte a iluminação artificial como LED. Mais recentemente, ele descobriu que, alterando a estrutura genética de uma luciferase encontrada no camarão de águas profundas Oplophorus gracilirostris, seu brilho poderia ser aumentado em 2,5 milhões de vezes. A enzima resultante, que os pesquisadores chamaram de NanoLuc, também era 150 vezes mais brilhante do que as luciferases encontradas nos vagalumes. "A aplicação da biologia sintética na bioluminescência é uma grande oportunidade", diz Wood, que agora está desenvolvendo uma planta bioluminescente para a empresa Light Bio. Mas ainda não se sabe exatamente como essas plantas bioluminescentes transgênicas podem ser usadas no futuro. Um grupo de designers em Atenas, liderado por Olympia Ardavani, da Hellenic Open University, apresentou a ideia de um grande número de plantas bioluminescentes sendo usadas para fornecer iluminação ambiente ao longo das estradas. Eles estimaram que, se uma planta pudesse ser produzida emitindo cerca de 57 lúmens cada, seriam necessárias 40 plantas a cada 30 m, de cada lado da rua, para atender ao requerimento mínimo de iluminação pública necessária nas vias usadas por pedestres na Europa. No entanto, Rey acredita que aproveitar o poder natural da bioluminescência para a iluminação também pode nos fazer ver o meio ambiente e o mundo natural de novas maneiras. "Pode criar um ambiente que nos torne cidadãos mais respeitosos, com o meio ambiente e com a biodiversidade", diz ela. Leia a versão original desta reportagem (em inglês) no site BBC Future. Sabia que a BBC está também no Telegram? Inscreva-se no canal. Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal! https://www.youtube.com/watch?v=z50WG2nxOTo https://www.youtube.com/watch?v=H4ICOHFDCy4 https://www.youtube.com/watch?v=UMnk3n6QGmA

Categoria: G1
Data: Segunda Feira, 23 de Maio de 2022, 21:51:11 hr

Ao menos 7 mortos após incêndio em balsa nas Filipinas; mais de 100 estavam a bordo

Pelo menos 6 pessoas foram hospitalizadas e mais 105 conseguiram escapar da embarcação em chamas. Uma balsa com 124 pessoas a bordo pegou fogo na costa das Filipinas nesta segunda-feira (23, horário local, 22 em Brasília), informou a rádio DZBB. A informação da emissora foi compartilhada pela Guarda Costeira deste arquipélago do Pacífico em suas contas nas redes sociais. Ao menos 7 pessoas morreram e mais 6 pessoas foram hospitalizadas, informou a emissora filipina. Uma operação de resgate para retirar passageiros e tripulantes ocorreu durante a manhã neste país. O barco, uma espécies de ferry ? ou balsa ?, se aproximava da cidade de Quezon, na região da capital Manila, quando pegou fogo. Pelo menos 105 conseguiram escapar com vida e estão em segurança. Imagens reproduzidas pela TV local mostram um incêndio de grandes proporções e pessoas nadando em direção a outra embarcação nas proximidades. Não há, até a última atualização desta reportagem, informações sobre as causas do incêndio e o estado de saúde dos hospitalizados.

Categoria: G1
Data: Segunda Feira, 23 de Maio de 2022, 21:49:35 hr
AIRTON ELTON DOSS 74980521991
Fone: 66 3461-2474
Fabrica
CORREIA E OLIVEIRA LTDA
Fone: 65 3308-1793
Limpeza
NARA LUCIA TORRES GARCIA
Fone: 53 3242-1589
Varejista
A M CELULAR E INFORMATICA
Fone: 65- 33240196
Informatica e Celulares
JORGE JOSE PEREIRA
Fone: 65 3641-5597
Atacadista
CAFE E BAR LONDRINA LTDA
Fone: 21 2220-0727
Lanchonete
L F BECKMANN
Fone: 66 3405-7226
Varejista
HOME | BUSCAR | ANUNCIE | NOTÍCIAS | SOBRE NÓS | CONTATO
TAGS MAIS BUSCADAS: lanternagem | AGROPECUARIA | cia da | AGROPECUARIA SUL COMERCIO | AGROPECUARIA SUL COMERCIO | WERNER BIJOUX | PADARIA E CONFEITARIA FUNDAO LTDA | izaias | bikes | golcar | vack import service | golcar auto mecanica | JOSE HENRIQU | VACARIN | SOLAR RESTAURANTE E PIZZARIA | boi | limpa fossa | ROQUEVAN | art couro | art couro estofados | sorveteria saude | JOAO BATISTA FREITAS DA SILVA | JOAO BATISTA FREITAS DA SILVA | joao batista |
Este site obteve 1576574 acessos de 01/06/2021  -   Página gerada em 2.13 segundo(s)

© 2022   -Portal Assinantes -  Todos os Direitos Reservados.     Designer & Programador: Rede System - Internet Solution